O secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, indicou que o Vale do Paraíba deve permanecer na fase amarela do Plano SP. O governo estadual deve anunciar a nova reclassificação nesta sexta-feira (14).

 

A informação de que a região não deve regredir no Plano SP e assim permanecer na fase amarela foi dada por Vinholi em visita a São José dos Campos nesta quinta-feira.

 

O secretário ainda minimizou o impasse entre São José dos Campos e o Estado e reforçou a importância da manutenção do diálogo. Há duas semanas, a região estava na fase laranja, mas, por meio de decreto, a prefeitura avançou, por conta própria, para fase amarela. Na ocasião, a Justiça barrou a tentativa da administração.

 

Em agenda na cidade, Vinholi conheceu a estrutura do hospital municipal e do hospital de retaguarda para atendimento aos pacientes da Covid, além de visitar duas escolas infantis construídas pelo governo estadual em parceria com a prefeitura.

O Vale do Paraíba está na fase amarela do Plano São Paulo desde o último sábado. Antes, figurava na fase laranja, que permite flexibilização de alguns setores com restrições, desde o início do Plano São Paulo em junho.

Na fase amarela, por exemplo, é possível a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza. Apesar disso, ainda há normas que devem ser seguidas para evitar a aglomeração de pessoas.

Caso a região permaneça por mais de 14 dias nessa fase, é possível ampliar o horário de funcionamento de restaurantes e bares, por exemplo.

São José dos Campos registrou, até a manhã desta quinta, 9.669 casos e 271 mortes por Covid-19.

 

Polêmica da classificação

No dia 24 de julho, após o anúncio de manutenção na fase laranja no Vale do Paraíba, prefeitos da região anunciaram que iriam avançar para a fase amarela do Plano São Paulo. Cidades como São José dos Campos e Taubaté anunciaram a publicação de decretos que permitem a abertura de restaurantes, academias e salões de beleza.

A alegação era de que havia erro na tabulação dos dados por parte do Governo. Após reuniões com a Secretaria de Desenvolvimento Regional, o Estado descartou o erro e a maioria das cidades voltou atrás na decisão. Com exceção de São José dos Campos, que só retornou à fase laranja após decisão judicial.

 

Classificação

A cor de cada região do mapa é determinada por uma série de critérios, entre eles taxa de ocupação de UTIs e total de leitos a cada 100 mil habitantes. Esses indicadores são avaliados junto com dados de mortes, casos e internações por Covid-19 para determinar a fase em que se encontra cada região.

A regiões são avaliadas periodicamente de acordo com os indicadores de saúde, verificando se cumprem os critérios para avançarem a uma fase de maior relaxamento a cada 14 dias ou voltar para uma fase mais restrita a cada 7 dias (ou imediatamente, caso haja evidência da piora da situação).

 


fonte : site g1 Vanguarda 

Deixe seu Comentário